ArteCulturaDicasPatrimônio Historico e Cultural

Turismo em São Paulo pelo Parque do Ibirapuera

4 Comentários

Fazer turismo em São Paulo pelo Parque do Ibirapuera, um importante cartão postal da cidade, encanta, principalmente, pela sua grande área verde, atrativos culturais e opções  de lazer e esporte dos mais diferentes tipos, que atrai grande público.

O Parque Ibirapuera foi inaugurado em 21 de agosto de 1954, primordialmente, como parte das comemorações do IV Centenário da cidade de São Paulo.

O Parque

Com mais de 1,5 mil km² de área total, o parque foi equipado, em meio a paisagem verde criada, com um conjunto de edifícios destinados a abrigar exposições. Ademais, foi projetado pela equipe liderada pelo arquiteto modernista Oscar Niemeyer, com a perspectiva de permanecer como um legado permanente das festividades ali organizadas.

Este conjunto arquitetônico é formado por cinco edifícios unidos, aliás, por uma marquise, a Marquise do Ibirapuera. Atualmente, esses espaços são ocupados por:

  • Museu Afro Brasil
  • Fundação Bienal
  • Oca
  • Pavilhão das Culturas Brasileiras
  • Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo

Esses edifícios são reconhecidos e protegidos como patrimônio cultural, nas esferas municipal, estadual e federal.

Vídeo com imagens da Marquise do Ibirapuera

Leia também:
Parque da Água Branca
O Polo de Ecoturismo Paulistano
O Parque da Luz em São Paulo

Além destes, o Auditório Ibirapuera – Oscar Niemeyer, espaço para a apresentação de diferentes vertentes artísticas, como dança, teatro, cinema, e espetáculos musicais, também estava previsto no projeto original, mas só foi entregue 50 anos depois, inaugurado oficialmente no ano de 2005.

Pontos de Interesse Cultural e de Lazer

Ademais, o Parque Ibirapuera oferece outros pontos de interesse cultural e de lazer como:

  • Museu de Arte Moderna de São Paulo: funciona em uma das pontas da marquise e reúne obras de arte moderna e contemporânea, principalmente brasileira,
  • Jardim das Esculturas: Projetado por Roberto Burle Marx (paisagista brasileiro reconhecido internacionalmente) para abrigar obras da coleção do Museu de Arte Moderna, inegavelmente, é um dos principais acervos brasileiros expostos a céu aberto.
  • Pavilhão japonês: Construído com o emprego dos materiais e técnicas tradicionais japonesas, tendo como referência o Palácio Katsura, antiga residência de verão do Imperador em Kyoto, é composto de um edifício principal suspenso, que se articula em um salão nobre e diversas salas anexas, salão de exposição, jardim, além de um lago de carpas.
Turismo em São Paulo pelo Parque do Ibirapuera

Pavilhão japonês. Foto de Fundação Japão em São Paulo.

  • Planetário Aristóteles Orsini: primeiro planetário do Brasil.
  • Escola Municipal de Astrofísica: dedicada ao ensino e a divulgação de Astronomia e ciências afins através, então, de projetos expográficos e conta com um observatório astronômico.
  • Viveiro Manequinho Lopes: sobretudo, tem como função produzir plantas ornamentais utilizadas em áreas municipais.
  • Antigo espaço da Serraria: um espaço coberto, assim, sem paredes onde são realizadas práticas como yoga e artes marciais.
  • Praças: da paz, rosa dos ventos e outras.
  • Lagos: O Parque Ibirapuera possui, surpreendentemente, um conjunto de lagos artificiais interligados, composto por águas de córregos naturais.
  • Quadras de esportes: futsal, vôlei e basquete.
  • Ciclovia
  • Pista de cooper.
  • Playgrounds.

Esculturas e Monumentos:

O Parque conta com um ríquíssimo acervo de esculturas e monumentos, sempre disponíveis para contemplação. Confira:

  • Obelisco;
  • Monumento ao Almirante Tamandaré: Patrono da Marinha de brasileira;
  • Leão: cópia da obra do escultor Prosper Lecourtier;
  • Pega Porco ou Porco Ensebado: de autoria do imigrante italiano Ricardo Cipicchia, que percorria o Estado, principalmente, observando os costumes de seus compatriotas;
  • Laocoonte: Cópia de obra do período helenístico que tematiza passagem célebre da narrativa clássica acerca da guerra entre gregos e troianos – a morte de Laocoonte e seus dois filhos;
  • Busto de Chico Mendes;
  • Homenagem a Pedro Álvares Cabral;
  • Marco da Marinha;
  • Homenagem de São Paulo aos veteranos da força aérea brasileira;
  • Monumento aos pioneiros da imigração japonesa; entre outros.

Saiba mais…

E não é só isso, há sempre lugares especiais para descobrir, então para explorar o Parque Ibirapuera, o melhor é visitar acompanhado de um guia de turismo.

Informações importantes

O Parque Ibirapuera tem entrada gratuita e abre diariamente das 5h às 0h, mas os espaços culturais têm horário de funcionamento diferentes, além de alguns cobrarem ingresso, é importante consultar o funcionamento, a programação e o valor dos ingressos de cada um, separadamente.

O parque oferece estacionamento operado pelo sistema zona azul e é possível chegar ao parque também por diversas linhas de ônibus, além disso há uma estação de metrô há aproximadamente 15 minutos a pé.

Bom… foi possível dar uma ideia sobre o tamanho deste lugar, né? Imagine, sobretudo, fazer turismo em São Paulo pelo Parque do Ibirapuera! Agora pense em ter contigo um Guia de Turismo, que te ajudará a conhecer cada cantinho sem perder tempo, fazendo o melhor caminho e todavia, com dicas para tirar fotos incríveis. Gostou, né?

Tags: , , , , , , , ,

Posts relacionados

4 Comentários. Deixe novo

  • É impressionante como conheço pouco do Ibira mesmo tendo ido lá varias vezes!! Nunca fui no pavilhão japonês, nem no viveiro, e quero muuuito conhecer o planetário um dia!! Comofas pra marcar um tour contigo depois da quarentena???

    Responder
  • O parque Ibirapuera é incrível ! Toda vez que faço um passeio no parque aprendo uma coisa nova.

    Responder
  • O Parque é incrível ! E com um bom roteiro a experiência fica mais incrível ainda ! Super vale a pena, ainda mais para quem não é de SP.

    Responder
  • Eu amo o Ibirapuera , mas toda vez que vou me perco! Muito legal a quantidade de informações que divulgou. Gostaria de fazer um tour quando o parque for liberado para visitação!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

A Igreja dos Carmelitas
Passeando pelas canções de Adoniran Barbosa

Posts recentes

Menu