Patrimônio Historico e Cultural

Praça Antonio Prado

1 Comentário

A Praça Antônio Prado é, desde 1905, o nome do antigo Largo do Rosário e homenageia Antônio da Silva Prado (1840 – 1929), um rico cafeicultor, vereador e primeiro Prefeito de São Paulo,  além de ser o administrador municipal que esteve por mais tempo no comando da cidade (1899 a 1911).

A influência européia na praça

Praça Antônio PradoAntes de mais nada é preciso informar que todos da elite cafeeira viajavam constantemente para a França e queriam transformar São Paulo numa Paris.

Contudo, a necessidade de grandes reformas urbanísticas se tornou constante e provocou o alinhamento e alargamento de ruas, transformando em praças os antigos largos e foi isso o que aconteceu com o Largo do Rosário, onde ficava a Igreja de Nossa Senhora do Rosário, desde 1737.

Alé disso, por ali também ficava o cemitério dos escravos, a residência de membros daquela irmandade e algumas casinhas mais pobres dos que haviam sido alforriados.

Posteriormente, em 1872, a Câmara desativa o cemitério e desapropria as casinhas. O largo foi calçado e o Chafariz do Rosário inaugurado em 7 de setembro de 1874, tornando o local o Coração do Triângulo.

Leia também:
A Praça do Patriarca
Largo de São Francisco
A Casa da Ópera de São Paulo

O movimento no passado

O Largo era movimentado tanto durante o dia como durante a noite, por homens e mulheres que passeavam, conversavam e frequentavam confeitarias e cafés.

Ao posso que os bondes ainda circulavam por lá, haviam muitas queixas dizendo que a Igreja deixava o largo muito apertado e que precisava ser derrubada. Assim, a praça foi considerada de utilidade pública em lei votada pela Câmara dos Vereadores, em 1903. Dessa forma, a igreja foi ao chão e o poder público indeniza a Irmandade, além de ceder o terreno no Largo do Paissandú.

Da mesma forma, Martinico Prado, passa a ocupar uma parte desse novo espaço e contrata Ramos de Azevedo para construir o Palacete Martinico, o primeiro prédio aqui em São Paulo para escritórios. Para lá foi levada a administração da Light and Power e a redação d’O Estado de São Paulo.

Em 1929, o City Bank, para se instalar, promove profunda modificação na fachada (é a que hoje conhecemos, mantida pela BMF – Bolsa de Mercadorias & Futuros).

Praça Antônio Prado

Praça Antônio Prado

 

 

 

 

 

Pontos emblemáticos da Praça

A praça é pequena mas junto a ela estão prédios emblemáticos, o hoje denominado Farol Santader antigo Banespão, como popularmente era chamado. Entre 1947 e 1965 foi o prédio mais alto da cidade.

Também temos o Martinelli, de 1929, que já foi o mais alto da América do Sul.

Praça Antônio Prado

Turistas de toda a parte do mundo passam pela Praça Antônio Prado para visitar esses prédios e seus terraços.

Saiba mais da história do Farol Santander nesse vídeo criado pela equipe do Guiando por São Paulo: https://youtu.be/wNr0KNlTNkg

Definitivamente, quiosques com engraxates, banca de jornais, o restaurante Salve Jorge e a Doçaria Matilde, fazem com que aquele espaço continue a ter o movimento que sempre teve.

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,

Posts relacionados

1 Comentário. Deixe novo

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.
Estação da Luz. E a cidade de São Paulo jamais seria a mesma…
Um museu que é uma segunda casa em São Paulo: a Pinacoteca.

Posts recentes

Menu