CuriosidadeDicas

Os lugares mais subestimados de São Paulo

Nenhum comentário

Tratar dos lugares mais subestimados de São Paulo é a princípio uma provocação para quem não considera a cidade um lugar turístico. A metrópole é um grande centro financeiro, assim como Nova York, nos EUA, e Londes, no Reino Unido. Juntamente com atrativos culturais e artísticos, como várias capitais mundiais, possui bairros com caracteristicas peculiares, assim como existem em Santiago, no Chile, e Buenos Aires, na Argentina. Ora bolas! São Paulo não é uma cidade turística?!

A cidade subestimada

Já foi produzido um filme em curta-metragem pelos Breaking Borders, chamado “São Paulo: A cidade mais subestimada do mundo”, dê uma conferida:

Essa “fama” chama a atenção, já que de leste a oeste e de norte a sul, a maior cidade em população do hemisfério sul, tem muito a oferecer.

Um olhar dos Guias de Turismo locais

Existem muitos Guias de Turismo especializados na cidade de São Paulo. Perguntamos a eles quais são os lugares que eles entendem como mais subestimados nessa metrópole onde tudo é superlativo.

Dessa lista saíram lugares que todos devem visitar: edifícios, igrejas, monumentos, museus ou bairros. São Paulo tem muito a enriquecer culturalmente, quem a visita e também a seus moradores.

A terra da oportunidade também é um local para aprendizado.

Edificações

Dentre os edifícios históricos, podemos destacar o antigo Banco de São Paulo, tombado, está no Centro da cidade de São Paulo. Além disso, é o mais importante edifício Art Déco da América Latina.

lugares mais subestimados de São Paulo

 

Além deste, podemos citar também o Edifício Matarazzo, também conhecido como Palácio do Anhangabaú, é a sede da prefeitura. Um prédio sensacional em estilo fascista ou racionalismo italiano.

Quando o assunto é igreja, podemos falar sobre a Basílica de Nossa Senhora da Penha. Sem dúvidas é uma das maiores e mais belas igrejas da cidade, que se destaca na parte mais alta da colina do bairro, onde se teve início às rodas de samba paulistanas, além da concentração de muitas famílias negras.

O Mosteiro da Luz, que além da obra te um entorno fascinante, já que representa um dos mais antigos exemplares da arquitetura colonial, onde serviu de lar para o Frei Galvão e que hoje hospeda, além das monjas reclusas, o Museu de Arte Sacra.

Voltando aos edíficios, há de se falar sobre o Edifício Copan que constitui um marco na paisagem da capital paulista. Mesmo quem nunca entrou no prédio identifica, de longe, as curvas que o compõem e que tem mais de 5.000 moradores, uma população maior que algumas cidades do Brasil! Nesse sentido, curvas também estão presentes no Edifício Ouro para o Bem de São Paulo, com uma arquitetura que simula a bandeira de São Paulo, além de uma história bem marcante.

Outros atrativos subestimados

Poucos sabem que a cidade também esconde 300 Rios da Bacia do Alto Tietê que estão soterrados sob avenidas. Como resultado do projeto de Prestes Maia, que venceu o de Saturnino de Brito, pioneiro da Engenharia Sanitária e Ambiental no Brasil.

Voltando aos atrativos, temos a primeira Vila Operária, idealizada por Jorge Street: a Vila Maria Zélia. Fundada dentro de um contexto histórico específico com as obras iniciadas iniciado na segunda metade do Século XIX.

Leia também:
Quão você conhece sua cidade? 
Bom Retiro. O Bairro do Pioneirismo 
Belenzinho e suas Vilas Operárias 

Sob o mesmo ponto de vista, a céu aberto, temos o conjunto de Esculturas da Praça da Sé, instalação de 1978 quando da reurbanização da praça e construção da estação do Metrô.

lugares mais subestimados de São Paulo

Falando em historia, temos o Memorial da Resistência de São Paulo, um museu que preserva as memórias da resistência e da repressão política do Estado de São Paulo.

Por último e nem por isso menos importante, está o bairro do Bom Retiro, que só não foi esquecido pelo comércio de roupas. Seja como for, possui atrativos que contam a história da cidade de São Paulo e em especial dos imigrantes. Enfim, há uma curiosidade do seu nome: a origem é de “retirar”, de descansar, de aproveitar um final de semana.

Consulte um Guia de Turismo

Trazer à luz histórias e curiosidades de uma cidade é uma especialização dos Guias de Turismo e agradecemos a todos eles que contribuíram para essa publicação: Bruno Ferrari, Carlos Bosch, Isidro Navaes, Láercio Cardoso de Carvalho, Márcio Jabbour, Marcos Marsulo, Maurício Polato, Rafael Zipão e Teresinha Nascimento.

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Um dos melhores parques públicos do mundo em São Paulo
Monumentos em São Paulo – Idílio ou O Beijo Eterno

Posts recentes

Menu