ArteCulturaPatrimônio Historico e Cultural

Caixa Cultural de São Paulo

Nenhum comentário

Quem passa pela Praça da Sé, provavelmente, teve a atenção voltada para o prédio da Caixa Econômica Federal, arquitetura estilo “art-déco”, com pórtico e colunas jônicas em granito negro  piracaia. Majestoso, com 17.000 metros quadrados de área em um projeto e construção do Escritório Técnico Albuquerque & Longo, entre 1934 e 1938.

Inaugurado em 29 agosto de 1939, por Getúlio Vargas que ocupava a presidência do Brasil, o prédio seguia a tendência de outras ditaduras da época, com edifícios públicos grandiosos para mostrar o poder do Estado. Foi sede administrativa da Caixa Econômica Federal (CEF), em São Paulo, até 1979 quando é transferida para a Av. Paulista. A agência Sé permaneceu oferecendo todos os serviços bancários e o famoso penhor, onde as pessoas deixam as jóias como garantia para empréstimos, que em caso de não pagamento são vendidas em leilão.

Em 1989 foi criado o Conjunto Cultural da Caixa, ocupando todo o sexto andar numa área de mais de 1.200 metros quadrados. Bastante interessante, com acervo de 5.200 itens e mais de 3.900 fotografias, apresenta, em diversos espaços, documentos e objetos referentes às atividades bancárias, cédulas e moedas, a primeira caderneta de poupança, gabinete médico, incluindo equipamentos ginecológicos (a Caixa foi pioneira em oferecer às mulheres serviços administrativos), instrumentos utilizados pelos peritos para avaliação das jóias apresentadas. Como as loterias são administradas pela Caixa, são exibidos equipamentos para os sorteios e também bilhetes da Loteria Federal com belas ilustrações, A sala da presidência, montada como sempre funcionou, causa bastante interesse, além das explicações dadas pelos monitores que enriquecem a visita.

No início, funcionava apenas de segunda à sexta-feira em horário bancário e o acesso ao sexto andar concorria com os demais serviços administrativos do banco. Como presente para São Paulo, pela passagem dos 450 anos, foram reformados os espaços para receber exposições e em 24 de janeiro de 2004 é inaugurada a Caixa Cultural São Paulo, ocupando do térreo ao segundo andar do edificio, além do já conhecido sexto andar, com o Museu, o que incluiu um elevador privativo, separando o caminho de visitação dos turistas, das pessoas que querem usar os serviços bancários ou que trabalham por ali. Com isso, uma entrada independente permite o funcionamento do espaço de terça a domingo, das 8 às 21h. A amplitude do lugar permite que várias exposições aconteçam simultâneamente em ambientes diferentes.

Com certa frequência são oferecidos à população, de forma gratuita, espetáculos teatrais e shows musicais dos mais diferentes estilos e com artistas consagrados. Algumas exposições temporárias foram realizadas com bastante sucesso, como exemplo podemos citar: “Carmem Miranda”, apresentando os adereços que ela usava e as projeções de filmes em que a atriz atuou.

O interior do prédio, com muito material importado, vidros da Inglaterra, mármore da Itália e lambris executados pelo Liceu de Artes e Oficios já fazem valer a visita. Passando por grandiosas portas decoradas com reproduções ampliadas de antigas moedas estampando as “Armas do Império” e o rosto de D. Pedro II, criador das Caixas Econômicas e da poupança, estaremos num belo hall no formato octogonal que dá acesso a um enorme salão com 190 metros quadrados de área, pé direito com 13 metros de altura, luz natural vindo de uma claraboia e um vitral com mais de 6 metros de altura executado pelo artista Henrique Zucca fazendo referência às riquezas de São Paulo.

Diante da tarefa desafiadora de disseminar a cultura em todos os cantos do Brasil, a Caixa instalou unidades da Caixa Cultural em sete capitais: Brasília, Curitiba, Fortaleza, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, além de São Paulo que tem o prédio é tombado pelo Conpresp – Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo.

Tags: , , , , , , , , ,

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Marco Zero de São Paulo
Largo de São Francisco

Posts recentes

Menu